Espiritos do Luar é baseado nas histórias e lendas das tribos Cherokee, Wappo e Karok. Os nomes são inventados e a história em si é ficcionada.
Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

Midnight Howl - Capitulo 3

Chegamos a casa dos Clearwater por volta das 8h30 da noite. Eu ajudei o meu pai a sair do carro e a sentar-se na cadeira de rodas e o resto do caminho o meu pai empurrou-se a ele próprio. A Sue apareceu na porta mal ouviu o nosso carro a chegar.

- Olá Sue. - disse o meu pai, enquanto percorria o caminho de cadeira de rodas, que eu e o Seth instalamos no Inverno passado para ser mais fácil para nós e para o meu pai empurrar a cadeira de rodas.

- Olá meninos. Tudo bem? - perguntou ela, enquanto dava um beijo na cara ao meu pai e um abraço a mim.

- Sim.

- Jacob, a Leah e o Seth estão nas traseiras à tua espera. - informou-me Sue.

- Obrigado.

 

Dirigi-me para o jardim das traseiras que ficava perto da floresta e lá estavam eles. A Leah olhou para mim com um olhar fulminante, claramente ainda chateada pelo Sam ter-me deixado partir. Eu respondi ao olhar com um sorriso sarcástico e ela desviou o olhar. Mal humorada... O Seth estava na cama de rede a mxer com uma coisa que não consegui perceber e visto que a irmã estava a ter uma crise de mau feitio decidi ir ter com  Seth.

- Hey Seth. Que estás a fazer? - perguntei enquanto me sentava ao lado dele.

- Estou a escrever um poema para a Hillary. - disse ele. Óptimo, mesmo o que precisava!! Presentes românticos para os respectivos amantes. Uf!

- Ok, então vou deixar-te escrever em paz, miudo.

 

Levantei-me e quando me virei na direcção da Leah ela estava a sorrir, vitoriosamente. Óbvio que ela já sabia o que  irmão estava a fazer e que mal eu descobrisse que ia fugir a sete pés para a única pessoa disponivel para conversar: ela mesma. Tenho cá uma sorte!! Fui então sentar-me à beira dela, já que não tinha outra opção.

- Escusas de estar com esse sorrisinho Leah. Não vou falar sobre a minha ida para Nova Iorque. - avisei.

- Só acho que é uma grande estupidez Jake.

- Pois mas tu és tu e eu sou eu, portanto podes reclamar à vontade. Não vou mudar de ideias.

- Isso já eu sei mas não custa tentar... - disse ela.

- Porque queres tanto que fique? Não somos assim tão próximos quanto isso. Não vejo onde está a diferença de eu deixar de caçar convosco.

- Faz toda a diferença Jake. Quer queiras, quer não, estamos ligados de uma maneira ou de outra e lá porque não gosto particularmente do teu feitio casmurro... - de repente parou.

- Sim? - insisti para ela continuar.

- Até és porreiro, e vou ter saudades tuas.

 

Fitei-a como se estivesse a olhar para ela pela primeira vez. Nem podia acreditar no que ela tinha acabado de me dizer. Ela achava-me porreiro? Uau, para Leah devia ser um momento único, dizer que gostava de mim. Mas num ponto tinha razão: apesar de ela ser uma chata e estar sempre a martelar-me a cabeça, também ia ter saudades dela quando me fosse embora.

- Uau...nem sei o que dizer... - disse, literalmente sem palavras.

- Esta conversa não sai daqui certo? - perguntou ela, subitamente apreensiva.

- Claro que não. Será o nosso segredo. - assegurei, sorrindo.

- Óptimo.

 

E rimo-nos. Passado uns minutos a Sue chamou-nos para a mesa e fomos todos para dentro. Visto que havia três lobos na mesa, havia comida para um mês de refeições. Como se estava a espera, não durou muito tempo. Depois de jantar, eu a Leah e o Seth ficamos a ver TV, enquanto o meu pai e a Sue conversavam na cozinha. Eventualmente tivemos de ir para casa.

Apesar de tudo, a noite até se tinha tornado bastante agradável. Pelo menos não tinha discutido com a Leah, uf! Quando chegamos a casa o meu ai foi directamente para a cama, mas eu aproveitei para ir adiantando as malas, assim no dia seguinte podia estar com o pessoal mais tempo.

Quando finalmente me deitei, fiquei a fitar a luz do luar que entrava pela minha janela para dentro do meu quarto. Observei todos os posters, livros e CD's que tinha espalhado pelas paredes e pensei como tinha sido bom viver ali todos aqueles anos. Ia ter saudades do meu quarto sem dúvida. E ia sentir falta de correr para a floresta e transformar-me, isolando-me do resto do mundo durante umas horas. Mas amanhã começava uma nova etapa da minha vida e ia aproveitar todos os segundos.

Enquanto imaginava a minha estadia em Nova Iorque, adormeci, submergindo num sonho profundo, onde tudo era sempre perfeito.

publicado por Suky ♥ às 21:47
link do post | Light Me | favorito
5 Moonlights:
De As fases de Sol a 18 de Setembro de 2010 às 09:01
Olá!)

Não conhecia a tua fic,li e goatei muito!!Parabéns!!Tá mt boa!;)

Tou anciosa por saber o k o Jake vai fazer em Nova York!!!Hum...Encontrará a alma gemea?

Vamp bjinhos querida!!


De Suky ♥ a 18 de Setembro de 2010 às 13:21
Comecei a muito pouco tempo mesmo e obrigado por gostares, significa muito mesmo :D
Também quero saber o que se passa com a Sol :P
Kiss*


De Andrusca ღ a 1 de Novembro de 2010 às 22:32
Oh, a Leah até foi querida (é para estranhar xD)


De Suky ♥ a 1 de Novembro de 2010 às 22:34
é porque ja marcou alguém então acalmou um bocado os nervos :)


De Andrusca ღ a 1 de Novembro de 2010 às 23:15
Haha xD


Comentar post

Copyrights including the content and design of this blog

.About Me

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Espiritos do Luar - Cap 6

. Espiritos do Luar - Cap 5

. Espiritos do Luar - Cap 4

.arquivos

.links

.Nuvens

estetica em
contador free