Espiritos do Luar é baseado nas histórias e lendas das tribos Cherokee, Wappo e Karok. Os nomes são inventados e a história em si é ficcionada.
Sexta-feira, 8 de Outubro de 2010

Midnight Howl - Cap 15 - 3ª Parte

Neela

 

Jacob e um dos seus amigos, se não me engano Paul, foram fazer uma das suas famosas partidas de wrestling. Tinha medo que eles se magoassem, principalmente Jacob. Ok, ele tinha algum cabedal mas Paul tinha um ar bastante agressivo, dai o meu receio. No entanto, Jacob disse que não havia problema, Paul perdia sempre. Fiquei a vê-los a andar a roda, enquanto um tentava fazer rasteiras ao outro e vice-versa. Até estava a achar engraçado e a primeira ronda Jacob ganhou. A meio da 2ª ronda aquilo já se estava a tornar muito repetitivo, portanto levantei-me para ver a paisagem.

Aproximei-me mais do precipicio, enquanto via o sol a mandar raios de luz sobre o mar cinzento. Era uma das visões mais bonitas que tinha visto, estava maravilhada. Aquele lugar era simplesmente mágico. Digam o que quiserem de Nova Iorque, das luzes, dos arranha-céus e mesmo da Estátua da Liberdade, nada se comparava com esta paisagem. Era a natureza no seu estado mais puro.

Ouvi os rapazes a acabar a segunda ronda e a iniciar a terceira mas estava tão absorta nos meus pensamentos que nem olhei para trás para ver se o Jacob estava a ganhar ou a perder. Caminhei para mais junto do penhasco para ver o mar lá em baixo. Estava revolto, tal como Jake tinha dito, não estava um bom dia para saltar do penhasco. Ele prometeu-me que se durante esta semana houvesse um dia calmo que me levava a saltar das falésias.

Olhei melhor para a altura da queda e era pelo menos uns 20 metros até á água, mas Jake disse que saltava montes de vezes e que não havia problema. Fiquei mais confiante mas mesmo assim... Por fim ouvi-os e festejar o final da partida e virei-me para trás para ver quem tinha ganho a quem e vi o meu amor abraçado a Paul e o Paul não estava com um bom ar. Tinha perdido, bem que o Jake tinha dito que Paul nunca lhe ganhava. Sorri mas o meu sorriso pouco tempo durou.

Ouvi um som de algo a partir e senti o chão debaixo dos meus pés a ceder. Nem tive tempo para perceber o que se passava mas sabia que não tinha qualquer hipótese de escapar. Antes que pudesse reagir já estava a cair da falésia. Vi Jacob a olhar para trás antes de a falésia tapar qualquer visão que havia da clareira. Não ia sobreviver a uma queda livre de 20 metros, e nunca mais ia ver Jacob.

 

Jacob

 

Antes que alguém desse conta do que se tinha passado para eu ter gritado, já eu estava a correr em direcção ao precipicío atrás de Neela. Saltei, numa tentativa desesperada de a agarrar pois sabia que caindo sem controlo daquela altura, não ia sobreviver. Não podia perdê-la, hoje não. A minha reacção foi de tal modo rápida que saltei pouco depois da queda dela, dando-me tempo suficiente para a agarrar.

Agarrei-lhe o braço que esbracejava em desespero em agarrar-se a alguma coisa. Puxei-a para mim, abraçando-a e antes de batermos na água, virei-me de costas para era, absorvendo o impacto todo, protegendo Neela nos meus braços. O impacto foi de tal modo violento que mesmo com a minha protecção Neela desmaiou. Perdi-a dos meus braços e nadei, furiosamente combatendo a violência das ondas para a voltar a agarrar. Assim que cheguei a ela, voltei para a superficie, e respirei.

Neela estava inconsciente nos meus braços e aproveitei o breve momento de calmaria do mar para nadar até á praia. Quando finalmente lá cheguei, corri com Neela nos braços e pousei-a na areia.

- Neela? - tentei acordá-la.

De certo que tinha ingerido água. Tentei lembrar-me do que aprendi nos primeiros socorros e pus mãos á obra. Vi se respirava e quando vi que não, tentei ver se as vias respiratórias estavam bloqueadas. Estavam bem, portanto decidi forçar a água a sair dos pulmões dela. Fiz-lhe respiração boca-a-boca e pressionei-lhe o peito, para forçar os pulmões a expulsar a água.

- Vá lá Neela, vá lá!! - resmunguei para mim mesmo.

Ela não me podia fazer isto, ela não ia morrer, não enquanto eu estivesse ali. Insisti de novo, respirei para os pulmões dela, voltei a pressionar o peito e nada. Já andava nisto há cinco minutos e estava a ficar desesperado.

- Neela, não me faças isto... - supliquei-lhe. - Por favor acorda!

Pressionei uma vez mais o peito e finalmente ela começou a tossir. Virei-a de lado para não se engasgar com a água que queria cuspir. Quando se acalmou abracei-a, aliviado.

- Graças a Deus! - desabafei.

- Que aconteceu? - perguntou-me Neela, mas a sua voz estava extremamente rouca, por causa da água salgada que tinha passado pela garganta.

- Caíste da falésia mas já esta tudo bem. - disse-lhe. - Mas não te preocupes com isso agora, anda vou-te levar a casa antes que apanhes uma pneumonia.

 

Peguei na minha princesa ao colo e levei-a para casa. O resto da alcateia já esperava lá por nós, Sam andava de um lado para o outro, assim como Leah. Quando nos viram ficaram mais aliviados, vendo que Neela estava bem. Ela estava ainda um pouco confusa e estava com  cabeça escondida no meu peito.

- Estão bem? - perguntou Sam.

- Sim estamos, não te preocupes. - assegurei. - Ela só precisa de descansar.

- Ok, vai lá. Nós esperamos aqui por ti.

 

Acenei com a cabeça e passei pela porta dirigindo-me ao quarto. Depois lembrei-me que tinha de lhe tirar as roupas para a secar e vestir roupas quentes e secas. Não tinha coragem de a despir, portanto chamei Leah. Esperei fora do quarto, enquanto Leah ajudava Neela a vestir-se e quando terminou, saiu.

- Já está. - disse.

- Obrigado. - disse-lhe sorrindo.

- De nada, estamos aqui uns para os outros. Ela quis ficar na cama, diz que está muito cansada e com sono, portanto vesti-lhe o pijama. - disse-me.

- Ok. Quando ela adormecer vou ter com vocês, não devo demorar.

- Demora o tempo que quiseres.

 

E saiu de casa, esperando no alpendre com os outros. Entrei no meu quarto minusculo e sentei-me no chão, ao lado da cama, com a cabeça em cima da cama, ao lado do braço da minha princesa. Ficámos a olhar-nos durante um bocado, não sei quanto tempo foi, mas pareceu uma eternidade. Eu estava aliviado por voltar a ver aqueles olhos cor de chocolate e ver as suas faces rosadas, estava simplesmente a decorar todos os traços do seu rosto, como já tinha feito de outras vezes, mas desta vez com maior necessidade. Nunca tinha pensado que era possivel perdê-la tão facilmente e hoje estive muito perto de isso acontecer.

Neela olhava-me da mesma maneira, como se tivesse a decorar todos os pormenores do meu rosto. Dei-lhe a mão e ela apertou-a e fez um pequeno sorriso. Eu retribuí e dei-lhe um beijo. Ela estava demasiado fraca para se entusiasmar mas ouvi o seu coração a bater mais forte. Fiquei ao lado dela até ter a certeza que dormia. Cobri-lhe os ombros melhor e sai, deixando-a descansar.

Sai de casa e os outros ainda estavam á porta, esperando por mim. Olhei para Sam e ele percebeu do que estava a precisar. Todos nós nos levantámos e andámos até á floresta. Fui o primeiro a transformar-me, deixando o calor percorrer-me a espinha e alastrar-se pelo resto do corpo até já estar nas quatro patas. Os outros transformaram-se a seguir e corremos, sem pensar em nada especifico, eles sabiam que precisava de algum tempo para pensar.

Estive prestes a perder Neela e precisava de descarregar a minha energia nalgum lado. Correr, era a melhor maneira de o fazer, portanto comecei a correr. Já não me lembrava como era bom ser lobo. Era uma autêntica sensação de liberdade, era simplesmente indiscritivel. Leah fez-me companhia, visto que eramos os mais rápidos da alcateia e ao contrário do costume nada disse, apenas ficou ao meu lado o tempo todo.

Eu sabia que quando Neela se recorda-se do que tinha acontecido que me ia fazer várias perguntas. Teria de lhe contar a verdade, apenas não sabia como.

música: Grizzly Bear - Slow Life
publicado por Suky ♥ às 17:46
link do post | Light Me | favorito
3 Moonlights:
De Filippa a 9 de Outubro de 2010 às 12:46
Estive a ler a tua história toda e simplesmente AMEI *.*
Coitadinho do Jacob, apanhou mesmo um grande susto :/
Quando poes mais?


De Suky ♥ a 9 de Outubro de 2010 às 19:25
Em principio publico amanhã. Hoje não tenho tempo :/
E obrigada, é bom saber que não está muito secante xD

Beijinho*


De Andrusca ღ a 10 de Novembro de 2010 às 21:39
Já estou melhor xD Fogo, assustaste-me mesmo no capítulo anterior :|
Adorei :D


Comentar post

Copyrights including the content and design of this blog

.About Me

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Espiritos do Luar - Cap 6

. Espiritos do Luar - Cap 5

. Espiritos do Luar - Cap 4

.arquivos

.links

.Nuvens

estetica em
contador free