Espiritos do Luar é baseado nas histórias e lendas das tribos Cherokee, Wappo e Karok. Os nomes são inventados e a história em si é ficcionada.
Domingo, 26 de Dezembro de 2010

Midnight Howl - Cap 34

Jacob

 

Jane parou a meio do seu ataque, com a mão erguida ainda no ar. Não tinha entendido quem tinha gritado, mas deduzi que tivesse sido o Aro, visto que a Jane não iria parar por ordem de qualquer um. A sua cara tomou uma expressão aborrecida e zangada. Olhou para mim como quem diz: "já trato de ti, espera só um minuto" e virou-me as costas caminhando para junto de Caius. Eu aproveitei a oportunidade para me levantar e sacudir o pêlo cheio de folhas. Olhei em volta e todos os lobos pareciam bem. Seth coxeava ligeiramente, apoiado no dorso de Leah mas aquilo deveria passar num instante.

Todos os olhares estavam concentrados em Aro que ainda tinha as mãos a agarrar a de Navid, com Carlisle deitado no chão ao seu lado. Vi a imaculada pele de mármore de Carlisle rachada na zona do pescoço, Aro tinha estado bem perto de lhe arrancar a cabeça. Edward apressou-se a ir para junto de Carlisle e ajudá-lo a levantar. Enquanto se levantava a fenda no seu pescoço fechou. Estava confuso. Afinal eles queriam destruir-nos e agora estava a mandar parar tudo? Edward parecia contente, mas bem, ele sabe sempre mais do que todos nós, com a capacidade de entrar na cabeça de toda a gente.

 

Olhei para Navid e percebi pelo seu olhar que ia ficar tudo bem. Aro olhou em volta á procura de alguém. Todos seguiram o seu olhar e quando ele encontrou quem quis fiquei ainda mais confuso. Porque raio estava a olhar para Caius??

 

Navid

 

Aro olhou á sua volta, á procura de Caius. Quando o viu a uns meros 10 metros de distância parou. O seu olhar gélido até a mim me metia medo, quanto mais a Caius, que nunca teria visto tal olhar dirigido a ele. Caius olhou para o que Aro estava a agarrar e então entendeu o motivo do olhar dirigido a ele. Por momentos receei que ele saltasse e me arrancasse a cabeça, mas Aro transmitiu-me de volta que nada me ia acontecer.

- Caius...explica-te. - disse friamente.

- Explicar o quê Aro? - perguntou Caius, tentando passar-se por parvo.

- Sabes muito bem do que estou a falar! - disse Aro elevando a voz.

 

Vi toda a gente da guarda a estremecer. Aquela voz impunha sem duvida, respeito. houve um breve silêncio, período em que Caius pensava no que haveria de dizer. Ele sabia o que lhe estava a mostrar, simplesmente não sabia quanto é que tinha mostrado até ali.

- Bem, acho que para me explicar preciso de saber o que é que o Navid te mostrou exactamente. - disse por fim Caius, quase cuspindo o meu nome quando o pronunciou.

- O Navid mostrou-me tudo o que se passou desde que veio cá, a teu comando, para matar um homem indio! - disse Aro. Ouviram-se burburinhos entre a multidão. - SILÊNCIO! - gritou Aro furioso.

- Bem...achei necessário. - respondeu Caius.

- Eu proibi-te de fazer o que quer que fosse contra esta gente, que iríamos simplesmente esperar até fazerem algo. Ousas-te desobedecer-me, Caius.

- Porque achei ridiculo. Sempre os odias-te e quando tivemos a oportunidade de os destruir á cinco anos, acobardaste-te!

 

Aro largou-me a mão e num ápice encontrava-se frente a frente com Caius, a centímetros da sua cara. Toda a gente ficou petrificada a observar a cena.

- E a parte de me matares, enquadrasse onde nesse teu plano? - disse Aro, num tom baixo, apesar de saber que toda a gente tinha ouvido.

- O quê? Nunca planeei tal coisa! - negou Caius. Aro pegou na sua mão, mostrando provavelmente o que eu lhe tinha mostrado a ele.

- Isto é tudo inventado por ele? - houve mais um silêncio. - RESPONDE!

- Nunca mereceste o trono de Itália, nunca tiveste o que era preciso para governar Aro. O trono devia ser meu, eu sim, eu sei governar esta gente! - respondeu Caius. Nem eu estava á espera de tal resposta. Aro ficou a agarrar a mão de Caius ainda durante um tempo que mais pareceu uma eternidade, provavelmente a controlar-se para não lhe arrancar a cabeça naquele instante.

- Tu...nunca mais...me apareças á frente...percebido?? - Caius pareceu querer protestar mas o olhar que Aro lhe mandou impediu-o de tal acção. - E tu...Jane. Não sabes o quanto me desiludiste. - disse Aro agora olhando para Jane.

 

Jane parecia surpresa, talvez tenha pensado que não a incluiria nos meus pensamentos por medo que me atacasse, mas infelizmente não teve essa sorte. Lixei-a como iria lixar qualquer cabra do seu calibre. Ninguém me ameaça e fica a rir-se. Sorri.

- Senhor nã...

- Cala-te! Não voltes para Volterra, nunca mais. Estão os dois expulsos dos Volturi. E se fico a saber que andam a incomodar, qualquer um deles - disse apontando para os Cullen, os Quileutes, os lobisomens e as restantes testemunhas dos Cullen. - nem sequer vão ter tempo de dizer ai. Agora desapareçam!

 

A multidão abriu caminho e Jane e Caius embrenharam-se na floresta, rapidamente desaparecendo do alcance dos nossos narizes. Aro fechou os olhos enquanto esfregava a testa, a acalmar-se. Ficámos todos em silêncio, á espera.

- Carlisle...lamento o que se sucedeu. - disse Aro.

- Aro, tens de começar a acreditar mais vezes em nós. - respondeu Carlisle friamente.

- Pois devia Carlisle. Peço desculpa por toda esta...trapalhada.

- Nós estamos inteiros Aro, felizmente. Agora gostava de voltar á paz de há um mês atrás se puder ser. - pediu Carlisle.

- Claro, prometo não vos voltar a incomodar. Navid? - olhei para Aro e aproximei-me.

- Sim senhor?

- Queres ficar com eles? - perguntou. Aquela pergunta não estava mesmo a contar. - Senti o teu afecto por eles e sei perfeitamente que não gostas de Volterra, portanto...decide-te.

Olhei em minha volta, para os Cullen e para toda a guarda. Depois de novo para Aro.

- Gostava de ficar aqui senhor. - respondi.

- Muito bem. Felix, junta o que resta dos nossos e vamos embora.

 

Dirigi-me a Heidi e ela sorriu. Abracei-a e ela a mim, embora soubesse que Angel andava ali perto a olhar para nós.

- Obrigado por tudo Heidi. - disse.

- Não foi nada Navid. Eu sabia que ias fazer o que era certo. - disse ela, olhando para mim de seguida, sorrindo. - Porta-te bem.

- Tu também.

Saí de junto dela e fui despedir-me de Aro e Marcus, depois dirigindo-me para junto dos Cullen.

- Espero que não se importem... - pedi, como que em tom de desculpa.

- Claro que não, és sempre bem vindo. - disse Esme, com um braço em volta de Carlisle.

 

Olhei para a familia dos Cullen, com os respectivos amigos atrás deles a abraçarem-se e a felicitarem-se uns aos outros. Sorri. Finalmente sentia-me a pertencer num sitio só, e não me sentia uma aberração da natureza.

 

PS: Aqui está o capitulo 34 :D

Informo infelizmente que este é o penultimo capitulo da historia :O

Sorry guys!

Mas prometo mais historias!! Devo postar o ultimo por volta de quarta.

Kiss*

publicado por Suky ♥ às 15:43
link do post | Light Me | favorito
5 Moonlights:
De Filippa a 26 de Dezembro de 2010 às 16:58
O ultimo? (beicinho)
O Caius devia ter morrido, se fosse comigo ia ver aquele sujeito ia ia .. xD
Bem o Aro até se controlou mas acho que devia ter-lhe arrancado a cabeça! xD
ADOREI :D


De Suky ♥ a 26 de Dezembro de 2010 às 17:04
Eu até pensei em arrancar-lhe a cabeça mas achei que ia saber melhor desterrar o Caius e a Jane em vez de matá-los :)


De Vitor a 26 de Dezembro de 2010 às 21:53
Finalmenet o Caius foi apanhado com a boca na botija xD
E o Navid ficou com os Cullen, até que o Aro foi bastante compreensivo e td *-*
Continua a escrever assim, e posta rápido o último capítulo :)
Bjs de um amigo :D


De Andrusca ღ a 27 de Dezembro de 2010 às 20:28
Ahh, assim está melhor xD
Vou ler


De Andrusca ღ a 27 de Dezembro de 2010 às 20:34
Adorei, adorei, adorei!
Simplesmente... adorei!
Acho que o Aro tê-los banido foi bem pensado, estava à espera que os matasse xD
E o Navid ter escolhido ficar também fez sentido :D
É pena só haver mais um...
Mas se prometes mais histórias, que venham elas! :D


Comentar post

Copyrights including the content and design of this blog

.About Me

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Espiritos do Luar - Cap 6

. Espiritos do Luar - Cap 5

. Espiritos do Luar - Cap 4

.arquivos

.links

.Nuvens

estetica em
contador free