Espiritos do Luar é baseado nas histórias e lendas das tribos Cherokee, Wappo e Karok. Os nomes são inventados e a história em si é ficcionada.
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010

Midnight Howl - Cap 33 - 2ª Parte

Jacob

 

Já estávamos na clareira á espera dos Volturi e o nervosismo começava a aumentar. Sentia no ar uma tensão constante, e estava a deixar-me os pêlos no ar. Alice tinha dito que os Volturi iriam chegar dentro de 10 minutos e estávamos simplesmente á espera. Mas parte do meu nervosismo e impaciência não se devia ao facto de termos de esperar apenas 10 minutos, mas sim porque atrás de nós, mesmo atrás das árvores, estava Neela com a Cam e o Hank. Sim, exactamente. Estes idiotas, porque não tem outra palavra, não aguentavam ficar em casa á espera de saber o resultado das coisas, e eu nem ninguém os tinha conseguido demover de virem connosco.

 

"Jacob ou páras de pensar nisso ou ainda te arranco a cabeça!" - reclamou Paul.

"Desculpa meu mas não consigo deixar de pensar neles ali atrás. São humanos, ainda os cheiram!" - disse.

"Não lhes vai acontecer nada Jake, o vento está a nosso favor, tem calma." - disse Sam, tentando acalmar-me.

 

Não discuti mais sobre o assunto mas não deixei de estar nervoso. A minha princesa estava a uns meros 30 metros de distância do perigo, com uns 70 vampiros sedentos de sangue do outro lado da clareira. Claro que se pensasse objectivamente até dava jeito eles estarem lá. Distrairia os vampiros o suficiente para nós darmos cabo deles num instante mas por outro, corríamos o risco de perder um deles, e eu não conseguia pensar nisso, era simplesmente impensável.

Finalmente começamos a ouvi-los caminhar pela floresta e pouco depois apareceram do lado oposto das árvores. Senti os meus pêlos a ficarem mais eriçados com a raiva de os voltar a ver. Odiava-os pura e simplesmente. Eles colocaram-se num semi circulo e pude ver o Navid entre o Aro e o Caius. Mal podia esperar para ver a cara de Caius quando os lobisomens saíssem das árvores. Queríamos que fosse surpresa e sua presença portanto estavam lá atrás, já transformados, a fazer companhia a Neela, Cam e Hank, enquanto esperavam.

Sorri interiormente ao pensar na cara deles quando aparecessem. Olhei para Edward e pude ver que estava a ter uma espécie de conversa com Navid, talvez a discutirem diversas estratégias. Apesar das diferenças que tive com ele no inicio, sabia que ele detestava os Volturi tanto como nós, portanto decerto que nos iria ajudar. Pelo menos desejava que fosse verdade.

 

- Olá meus caros amigos. - falou Aro, com a sua amigável voz, enquanto nos via a todos.

- Aro. - disse Carlisle. - Não entendo o porquê de estarmos nesta situação outra vez.

- Carlisle, Carlisle... não te faças de desentendido. Sei perfeitamente que esses...cães ao teu lado, atacaram aqui o pobre Navid. - disse Aro apontando para Navid atrás dele. - É algo que não podemos tolerar como podes imaginar.

- Nada aconteceu Aro. - disse Alice.

- Vais negar que um desses rafeiros tentou matar um de nós? - explodiu Caius. Era em parte verdade, eu tinha-o atacado, ou pelo menos tentado, isso não podíamos negar.

- Não, não negamos mas passou tudo de um mal entendido. - respondeu Edward.

- Pois claro que passou... - disse Caius sarcasticamente. God odiava aquele gajo. Involuntariamente rosnei e os olhos dos Volturi concentraram-se em mim. - Vês Aro?? Ainda agora, quando sabem que estão na eminência de serem destruídos, nos ameaçam com rosnadelas!

- Sim, eu ouvi Caius. Meus caros, como sabem odíamos ter de usar a nossa autoridade, especialmente sobre pessoas que nos são queridas. Carlisle conhecemo-nos á bastante tempo, não entendo porque fazes isto.

- Aro, nós não fizemos nada do que pensas que fizemos, é tudo mentira. - disse Carlisle, com um ligeiro desespero na voz.

 

Percebi que era escusado insistirmos uma conversa com eles, nunca iriam acreditar em nós. Era simplesmente impossível, teríamos que lutar. Olhei para Sam, sabia que ele me estava a ouvir, tal como Edward, e ambos acenaram a cabeça ao meu pensamento. Ambos concordavam comigo, teríamos de nos livrar disto a lutar. Estava na hora de ir buscar os reforços.

Enfiei-me entre as árvores e fui chamar os lobisomens. Fiz sinal ao Kai que estava na hora da acção e ele fi reunir-se com os outros, falar sobre o que iam fazer. Olhei para o lado e vi Neela aproximar-se. Encostei o meu focinho á sua bochecha e ela sorriu, mas não era o sorriso a que estava habituado, era um sorriso triste. Olhei para ela confuso e ela suspirou enquanto me afagava o pescoço.

- Não morras ok? - pediu-me com os olhos brilhantes.

Encostei-me a ela, baixando um pouco o pescoço e ela abraçou-me com toda a força que tinha. Gostava de dizer que a adorava mas ia simplesmente sair um rugido rouco, portanto nada disse.

Kai aproximou-se e afastei-me com eles de novo para a clareira. Fui para o meu lugar novamente, e depois os Lobisomens colocaram-se á nossa beira. Quase que me ria ao ver a reacção nos olhos de Caius, se tivesse coração já tinha tido um ataque cardíaco.

 

Navid

 

Vi Jacob afastar-se para a floresta, não sei bem o que ia fazer mas sem duvida que reparei que iria buscar alguém. Fiquei curioso mas ao mesmo tempo tinha de concentrar no meu plano. Mal pudesse tinha que mostrar a Aro tudo o que sabia e evitar um ataque antes que fosse tarde demais. Não podia permitir que um deles morresse. Já tinha sentido o cheiro humano, algures atrás das árvores, decerto que não teria sido o único a sentir o cheiro. No entanto reconhecia o cheiro, era um cheiro com que os Cullen e os lobos andavam constantemente, portanto deveria ser alguém conhecido deles, talvez não suportassem ficar em casa a imaginar o que se passava na clareira.

Jacob voltou, pouco tempo depois, enquanto Carlisle ainda tentava desesperadamente convencer Aro e não fazer nada. Jacob regressou ao seu local anterior e depois vi a sairem das árvores 6 criaturas, tão grandes ou maiores que os lobos. Andavam nas quatro patas mas notei que tinham uma anatomia diferente, poderiam facilmente andar de pé, pois as suas patas dianteiras eram mesmo mãos...gigantes e peludas mas definitivamente mãos. Então percebi o que eram: lobisomens.

No momento em que percebi o que eram, também Caius pareceu entender pois deu involuntariamente um passo atrás. Estava aterrorizado. Sorri ligeiramente, pois afinal eles vinham melhor preparados do que pensava. Sentia-me aliviado mas o pior ainda estava para vir.

- O que se passa aqui?? - exclamou Caius.

- Bem, tivemos de reunir os nossos próprios reforços, como deves calcular. - respondeu Edward.

- Não posso acreditar...pensei que vos tinha extinguido a todos!!!

- Aparentemente esqueceste-te de nós Caius. - respondeu Kai, colocando-se em pé.

 

Era enorme, com talvez uns 2,50 metros de altura. Caius aproximou-se de Aro, conversando com ele em surdina, nem eu conseguia ouvir e estava a 50 centímetros de distancia. A guarda atrás de mim também conversava, uns com os outros, preocupados e irritados com a surpresa destes novos inimigos.

Então Caius afastou-se de Aro, regressando ao seu lugar e Aro olhou para Carlisle, com o seu habitual sorriso.

- Bem, em luz desta nova...aquisição, estive a conversar com o meu irmão e tomámos uma decisão.

Olhei para Jane e ela sorria, mas porquê? Não íamos supostamente desistir?

- Aro? - encorajou Carlisle.

- Vão todos morrer.

 

Toda a guarda correu em direcção a eles e eu petifriquei, sem saber o que fazer. Tinha começado.

publicado por Suky ♥ às 18:11
link do post | Light Me | favorito
9 Moonlights:
De mártie a 17 de Dezembro de 2010 às 18:29
De nada. Eu encontrei o teu blog e achei interessante, e também estou curiosa para ler a tua história, estou apenas a fazer umas coisas antes de ir começar :D
Pelo que já li deste capítulo, acho que vou gostar!


De mártie a 17 de Dezembro de 2010 às 18:51
Não tem problema.
Acho que consigo acabar de ler a tua amanhã :b
Tenho a certeza de que vou gostar, o que ajuda muito!


De nyssa a 17 de Dezembro de 2010 às 19:37
os lobisomens impuseram respeito, sim senhora. mas se eles não lutassem perdia a piada né?


De Vitor a 17 de Dezembro de 2010 às 20:11
Agora é que a guerra começou. Vai ser uma luta renhida, mas tudo correrá pelo melhor.
Continua a escrever assim
Bjs de um amigo :D


De Filippa a 18 de Dezembro de 2010 às 20:58
Como é que acabaste ai? Fogo estou mortinha para saber mais :D


De Margarida a 19 de Dezembro de 2010 às 21:47
comecei na 6a à noite a ler a tua fic e desde entao que não descansei enquanto não acabei de ler o k tinhas escrito... está muito fixe e muito aliciante, parabens...

claro que agora também estou a morrer de curiosidade pa saber como vao ser os proximos passos do navid e afins :P


De Suky ♥ a 19 de Dezembro de 2010 às 22:15
Fico contente por teres gostado da historia, lamento é informar-te que esta mesmo a acabar :x
Mas vou publicar outras eheh
Beijo*


De Margarida a 19 de Dezembro de 2010 às 22:26
sim, gostei bastatnte :)
pode estar para acabar, mas ainda não acabou, certo? lol
de certo que as proximas também vao deixar água na boca :P
Bjinhos


De Andrusca ღ a 27 de Dezembro de 2010 às 20:23
Oh não, oh não :|
Oh pá, só tens mais um capítulo postado :|
Que se lixe, não aguento, não posso vir assim! xD


Comentar post

Copyrights including the content and design of this blog

.About Me

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Espiritos do Luar - Cap 6

. Espiritos do Luar - Cap 5

. Espiritos do Luar - Cap 4

.arquivos

.links

.Nuvens

estetica em
contador free